6 pontos que você deve analisar antes de comprar um imóvel nos EUA.

Existem alguns ítens importantes a serem observados quando se refere ao investimento de um imóvel nos Estados Unidos, principalmente para os compradores que nunca investiram fora do país, ou seja para os compradores de "primeira viagem".

Abaixo listamos os seis principais pontos que aconselhamos observar durante o processo de escolha e compra do seu imóvel no exterior.

1) Estabeleca um orçamento confortável.

Possuir uma casa própria no exterior é um grande investimento - e por vezes envolve mais custos do que alguns compradores imaginam de antemão. Portanto, antes de comprar um imóvel, tenha certeza que você sabe exatamente aonde você está investindo para que então você possa decider se você está financiamente e pessoalmente pronto para este grande compromisso. Além do seu pagamento mensal da prestação (caso o imóvel seja financiado), saber o quanto você vai despender nos impostos da propriedade, bem como no seguro residencial, nas taxas de condomínio e nos outros custos mensais será importante para começar a traçar o seu plano de investimento. 

2) Trabalhe com um corretor experiente.

De fato um excelente corretor de imóveis irá fazer a diferença no processo da compra de um imóvel no exterior, pois o mesmo irá auxilia-lo no que for necessário mediante a decisão do investimento. Nós da Glasstone Group sempre buscamos compreender inteiramente as reais necessidades dos nossos clientes pois sabemos que a compra de um imóvel no exterior é uma decisão financeira e emocional muito importante na vida de quem o faz. Ainda mais, sabemos que as transações bancárias e processuais são bastante diferentes comparadas com as do Brasil. Assim, com corretores experientes no mercado imobiliário de Orlando, e que possuem o conhecimento das leis e do processos de financiamento nos EUA, iremos oferecer à você a melhor experiência possível durante todo o processo da aquisição de um imóvel.

3) Compra à vista ou financiada.

Este ponto é bastante importante considerar pois definirá se você precisará estar presencialmente nos Estados Unidos para a compra e para o dia do fechamento do seu imóvel. No caso de compra à vista vale ressaltar que não faz-se necessária a presença física do comprador, pois mesmo a compra do imóvel pode ser feita via fotos e vídeos. Os documentos podem ser assinados na Embaixada ou no Consulado Americano e enviados via correio para os EUA.

Porém, na compra de um imóvel financiado a maioria dos bancos exigem as assinaturas presenciais do comprador e do cônjuge, se este constar no financiamento. Portanto, se a sua compra for financiada você deverá programar-se previamente para estar nos Estados Unidos no dia estimado para o fechamento do seu imóvel.

4) Localização X Espaço.

Antes de começar a escolher por uma casa é importante ainda que você estabeleça as suas prioridades e decida qual é a mais essencial para você, como por exemplo: locação, espaço, quantidade de quartos, banheiros, e etc.

Em algumas situações é aconselhável investir em uma casa menor, ou investir em reparos em uma casa já existente, se a mesma estiver localizada em uma ótima área aonde a sua valorização só tende a crescer; ao invés de investir em uma casa maior e a localização não o agradar por completo.

Para isso você deve levar em conta qual é o seu estilo de vida atual e em qual etapa da vida você se encontra, pois isto o auxiliará  na busca por imóveis em localizações específicas que possuem boas escolas, ou supermercados, farmácias, hospitais, restaurantes, parques públicos, dentre outros.

5) Estilo de vida, etapa da vida.

Sem dúvida durante o processo de escolha do imóvel é importante analisar qual é o seu estilo de vida. Você se sente energizado por lugares bem urbanizados? Está procurando por uma localização agradável para morar com a sua família? Possui filhos pequenos? É importante considerar e pensar nas limitações que alguns lugares podem colocar no seu estilo de vida e também nos benefícios que cada um podem oferecer, antes de fazer um compromisso final da compra. 

O estilo de vida dos subúrbios de são mais flexíveis, e oferecem as crianças a oportunidade de brincar ao ar livre e aproveitar a comunidade da vizinhança. Já as áreas urbanas oferecem grande espaços sociais, culturais, educacionais, e oportunidades profissionais. Os interiores das cidades oferecem mais privacidade e espaço para cultivar alguns hobbies, como por exemplo jardinagem e contato com a natureza, que já as áreas mais urbanas não podem oferecer com tanta facilidade.

Em conjunto com a localização, é importante pensar ainda no que a cidade na qual você irá investir tem à oferecer para você e sua família. Caso você venha com os filhos, uma boa escola ou universidade na cidade serão importantes na hora de definir o melhor local para você investir.  

6) Compre uma casa que você goste de verdade.

Contudo, você deve investir em imóvel que você goste e aprecie, e que de fato lhe traga um sentimento de realização. Afinal de contas é nele que você irá vivenciar alguns dos melhores momentos da sua vida. Assim, independente da localização, ou do tamanho da sua futura casa, ela deve ser primeiramente o lugar que faz você sentir-se confortável e feliz com as pessoas que você ama. 

Gostou da nossas dicas? Confira mais nas nossas redes sociais: